A Polícia Militar de Caarapó localizou e prendeu um dos suspeitos pela morte do taxista Ademar Beraldo Pereira, 60 anos, cujo corpo foi encontrado na Colônia Paulista, em região de banhado conhecida como Lagoa da Pedreira, em Caarapó. Policiais buscam os outros dois possíveis envolvidos no latrocínio. A suspeita é de que a dupla tenha fugido para o Paraguai. 

Paulo Ricardo Cáceres de Lima, 20, foi preso em frente a sua casa, em Caarapó. Ele confessou o crime ao ser abordado pela PM e apontou que os comparsas estariam no país vizinho, distante 120 quilômetros do município.

A reportagem do Campo Grande News apurou que Cáceres de Lima está preso em Caarapó, mas deve ser transferido para Dourados.

Ademar Pereira foi morto na noite de sábado (23), após ser chamado para atender corrida para três homens. O trio anunciou assalto e matou o taxista com pelo menos 8 perfurações de faca, no peito e no pescoço.

O corpo foi encontrado por banhistas em canavial próximo à Lagoa da Pedreira, já no domingo (24). Estava parcialmente queimado, com mãos e pés amarrados. No local, também foram achados rastros de sangue e uma cadeira incendiada.

O taxista havia sido visto pela última vez por um colega, às 18h de sábado, no ponto da rodoviária de Caarapó. Ele dirigia um Fiat Grand Siena, com dois meses de uso. O carro ainda não foi localizado.

MATERIA REALCIONADA

https://www.valedoivinhema.com.br/noticia/35/morto-com-8-facadas--taxista-teve-maos-e-pes-amarrados-e-foi-queimado