Na última quarta-feira (29) a Polícia Civil do Estado de São Paulo, em conjunto com a 1ª Delegacia de Bataguassu, deflagrou operação policial onde foram cumpridos nove mandados de buscas domiciliares nas cidades de Bataguassu, Presidente Prudente–SP e Recife–PE. A investigação apura a atuação de quatro pessoas que falsificavam documentos públicos – carteiras nacionais de habilitação – na região.

Segundo a Polícia Civil do estado paulista, as carteiras eram vendidas aos interessados pelo valor de R$ 2.500. Essas pessoas que compravam os documentos, também responderão criminalmente, posto que participaram dos crimes.

Os falsários faziam essas pessoas acreditarem que os documentos eram emitidos pelo Detran/SP, através de irregularidades internas, mas, na verdade, eram falsificados integralmente pelos criminosos, sem a participação de qualquer funcionário público. Essa falsa ideia de que o documento era emitido pelo órgão competente conferia maior segurança aos adquirentes dos documentos falsos que acreditavam que dificilmente seriam descobertos.

O líder do grupo criminoso, antigo morador da região e já com passagens policiais pela prática de crimes semelhantes, atualmente estava operando da cidade de Recife–PE.

As buscas resultaram na apreensão de documentos falsos, os quais ainda estavam em posse do grupo criminoso.

Além disso, o conteúdo dos aparelhos celulares apreendidos, já analisados preliminarmente pela investigação, demonstrou que o grupo seguia em atuação e que contava com outras pessoas que também atuavam nesse ramo de falsificações, promovendo as falsificações de CNH’s.

A investigação ainda segue em andamento e os integrantes do grupo criminoso responderão pelos crimes de associação criminosa, falsa identidade e falsificação de documento público.

A operação realizada pela 1ª Delegacia de Investigações Gerais – DIG/DEIC/8, de Presidente Prudente, contou com o apoio da Polícia Civil de Bataguassu e de Pernambuco, que realizaram diligências para o cumprimento doa mandados. 

Crédito Cenário MS