Policiais Militares Ambientais do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda, em Bonito, prenderam hoje (22) pela manhã, um pescador amador por pesca predatória. Ele foi abordado na rodovia MS 345 no município de Anastácio, em um veículo Fiat Bravo, transportando 5 (cinco) exemplares de peixes da espécie Dourado e 7 (sete) exemplares da espécie jaú, que havia capturado no rio Miranda, pesando ao todo 55 kg.

Os sete exemplares de peixes da espécie jaú mediam de 61 a 73 centímetros, portanto, todos abaixo da medida mínima de captura permitida pelas normas, que é de 95 centímetros para a espécie, o que é crime ambiental. Além disso, pelas espécies capturadas, o pescador poderia capturar e abater como cota, respeitando os tamanhos permitidos, apenas um exemplar de peixe nativo, da espécie capturada jaú, o que também é crime, por captura acima da cota. Além de tudo, ele capturou peixes da espécie dourado, que está com pesca proibida em Mato Grosso do Sul, o que por si só também é crime. O pescado e o veículo foram apreendidos.

O pescador recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Anastácio, onde ele foi atuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória com pena prevista de um a três anos de detenção. O infrator (41) também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 6.281,00, multa agravada pela captura e abate do peixe da espécie dourado, cuja lei que proíbe a pesca da espécie impõe multa mínima de 100 UFERMS (Unidade Fiscal de Mato