Luan Cássio da Costa Santos, de 29 anos, foi assassinado pelo próprio padrasto, Lúcio Mário Ferreira, de 49 anos, na madrugada desta terça-feira (12) na Rua Manoel de Oliveira, no Jardim das Oliveiras, em Três Lagoas. 

O crime aconteceu perto de 1h da madrugada e o rapaz foi morto com uma facada no peito, de acordo com a mãe de Luan, Aparecida Jesuíta da Costa, de 55 anos. Ela presenciou o assassinato, viu o marido fugir e acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a Polícia Militar. 

De acordo com Aparecida, Luan é usuário de drogas e a procurou pedindo um lugar para dormir, mas como o jovem estava agressivo e alterado, ela disse que ele poderia dormir em um quarto externo da residência. Luan não aceitou e começou a gritar e investir na direção da mãe, se recusando a sair.

Para defender a esposa, Lúcio entrou em luta corporal com o enteado e, conforme Aparecida, conseguiu derrubar Luan no chão. O homem teria então subido em cima do rapaz, esganando-o, e então sacou uma faca de cabo branco da cintura e deu um único golpe no peito de Luan. 

Lúcio fugiu em seguida, deixando a faca no tanque da residência. Aparecida chamou o Samu e a polícia, mas viu o filho morrer antes do socorro chegar. Ela ainda lavou a faca alegando ter ficado impressionada com a quantidade de sangue. A arma do crime foi encontrada limpa no tanque e apreendida.

Segundo a mulher, o marido e o filho sempre brigavam. Lúcio não foi localizado até o momento. O caso foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas.

Lúcio, em foto publicada no Facebook em 2021 (Foto: Redes Sociais)