Policiais Militares Ambientais de Jardim, que trabalham na operação Hot Point, realizavam fiscalização preventiva à pesca predatória na região conhecida como Primeira Corredeira no rio Miranda ontem (14) à noite e notaram uma movimentação de pescadores à margem do rio. Quando os Policiais se aproximaram com a embarcação e clarearam para a abordagem, dois pescadores empreenderam fuga pela mata, um deles em posse de uma espingarda e outro com uma tarrafa (petrecho proibido para a pesca).

De repente, durante a fuga, um infrator que não foi identificado, efetuou um disparo contra a equipe. Os policiais revidaram e entraram na mata na tentativa de localizar os pescadores. Eles abandonaram na mata uma espingarda calibre 22 com um cartucho deflagrado e também uma tarrafa com um peixe da espécie piraputanga. O material foi apreendido.

OUTRO ACAMPAMENTO

No período da tarde, os Policiais já haviam desmontado um outro acampamento de pescadores, também no rio Miranda, em um local conhecido como Poço do Camisão no município de Jardim. O lugar estava vazio, porém, havia indícios de movimentação de pessoas pelo local. Barracas de lona foram desmontadas pela equipe. A PMA calcula que os infratores que estariam no local tenham abandonado o acampamento, por terem sido avisados da fiscalização, possivelmente, por telefone celular. Ninguém foi localizado.