Em Corumbá, uma embarcação naufragou no Rio Paraguai na tarde desta sexta-feira (15) durante o vendaval e tempestade que atingiram Mato Grosso do Sul, e sete pessoas estão desaparecidas, de acordo com o Corpo de Bombeiros. A tripulação tinha 21 pessoas. 

Equipes de mergulhadores de resgate da corporação estão no local. Militares de Campo Grande estão em deslocamento para ajudar nos trabalhos naquela cidade. 

Em Campo Grande, 154 árvores caíram 'por toda cidade', ainda segundo balanço de atendimento de ocorrências do Corpo de Bombeiros. Três pessoas ficaram feridas, das quais, a mais grave, uma jovem de 16 anos que fraturou membros inferiores.

O acidente teria ocorrido na região do Tagiloma, distante 5km de Porto Geral. Ambulância e carros dos bombeiros aguardam a chegada dos passageiros resgatados na Prainha.

O nome do barco-hotel é Carcará. O acidente aconteceu no momento em que o grupo voltava para Corumbá. “A embarcação estava voltando da viagem de pesca e os pescadores amadores retornariam para Goiás neste sábado (16)”, completou Lucena. 

“Temos lá em torno de três mergulhadores, dez bombeiros, duas embarcações da Capitania dos Portos. Além disso, duas vítimas, homens identificados como Roberto e Donizete, foram trazidas e levadas ao pronto-socorro, e uma terceira pessoa também já está na cidade.  Aparentemente essas duas vítimas estão bem, passando por avaliação médica e foram trazidas por uma embarcação do Exército”, falou Lucena.

Os turistas e tripulantes desembarcaram no Porto conhecido como Marina do Gelson.  A princípio, eles seriam trazidos até a Prainha do Porto Geral, mas a mudança foi feita, conforme Lucena, devido a esta localidade estar em condições para o desembarque,  já que há dificuldades na Prainha devido ao baixo nível do rio Paraguai. Alguns turistas resgatados ficaram no local do acidente para acompanhar as buscas. 

Por volta das 22h, o Corpo de Bombeiros informou que um corpo foi resgatado, mas ainda não foi identificado.