A Policia Militar Ambiental de Corumbá foi chamada ao porto do quartel à margem do rio Paraguai, por um pescador profissional, que estava em uma embarcação e solicitava socorro para sua irmã que teria sido ferroada por uma arraia ontem (10 ) à tarde. A equipe foi imediatamente com a viatura ao porto, onde estava a vítima, uma grávida, de 38 anos, residente em Corumbá, que sofria com muitas dores.

O pescador informou que o acidente ocorrera, enquanto eles realizavam captura de iscas vivas na região do Canal do Tamengo, ligado ao rio Paraguai.  A vítima teria pisado no peixe que a ferroou no tornozelo. A equipe colocou a mulher na viatura e a levou à Unidade de Saúde mais próxima, para atendimento médico. O médico de plantão medicou a paciente e controlou as dores. A pescadora foi liberada horas depois.