Durante fiscalização ambiental na “Operação Bocaíuva”, de prevenção ao tráfico de animais silvestres, na região de problemas relativos à retirada de filhotes de papagaios, no entorno do Parque das Ilhas e Várzeas do Rio Ivinhema, neste período reprodutivo da espécie, Policiais Militares Ambientais de Naviraí depararam-se ontem (22) à noite, com um acampamento ilegal para a pesca. Quando a PMA vistoriou o local verificou que havia seis pescadores, porém, um paranaense assumiu ser o proprietário de pescado irregular e petrechos ilegais de pesca encontrados dentro de uma embarcação inflável.

Quatro exemplares de peixes da espécie Megalancistrus aculeatus, conhecido como Cascudo-Abacaxi, capturados acima da cota permitida (cota é só um exemplar) e com petrecho proibido, duas redes de pesca encontradas molhadas pelo uso recente na embarcação foram apreendidos, bem como o próprio barco utilizado na pescaria predatória. O infrator (40), residente em Umuarama, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Naviraí, juntamente com o material apreendido, onde ele foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. O pescador também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.532,40.