O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira (2) que o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda será renovado pelo governo, tendo em vista o sucesso da medida, que foi responsável pela preservação de postos de formais trabalho no país contra os impactos econômicos da pandemia da covid-19. O programa permitiu suspensão de contrato e redução de salários e jornada.

"Nós acabamos tendo um dos programas mais bem-sucedidos de preservação de emprego. Então nós vamos renovar esse programa", afirmou Guedes em participação no programa "Os Pingos nos Is", transmitido pela Jovem Pan.

O ministro também pontuou que o governo só não disponibilizou ainda novas parcelas do auxílio emergencial aos mais vulneráveis diante da necessidade da aprovação da (PEC) Proposta de Emenda à Constituição de Guerra, que impõe novos gatilhos, mas mencionou a existência de "uma cooperação extraordinária" entre o Congresso Nacional e o poder Executivo