Hospital lotado, cidade fechando comércio, profissionais de saúde exaustos é a rotina de Araraquara, no interior de São Paulo. No Instituto de Medicina Tropical da USP, pesquisadores descobriram que a variante do coronavírus surgida em Manaus tinha chegado em Araraquara. Cientistas deram o nome de P1 a esta mutação. O novo coronavírus tem mais de 30 mil letras no código genético. Quando aparecem letras trocadas, é indício de que o vírus está diferente daquele identificado na China.
Todos pacientes de Araraquara infectados por essa linhagem P1 tinham menos de 62 anos. Ninguém tinha viajado ou teve contato com pessoas que estiveram em Manaus, mas cientistas dizem que essa variante pode não ser a responsável por essa mudança de perfil dos pacientes de Araraquara.
Enquanto a vacina demora a chegar, a prefeitura não viu outra solução a não ser decretar um lockdown rigoroso neste domingo. Bancos, supermercados, postos de combustíveis totalmente fechados até terça-feira. Pessoas e carros não podem circular na cidade.