A ex-primeira-dama de Batayporã, professora Maria Suely Pereira de Souza, de 65 anos, faleceu na tarde desta terça-feira (16), em Campo Grande, devido a complicações causadas pela Covid-19. Ela é esposa do ex-prefeito e ex-deputado estadual, o médico Jercé Euzébio de Souza.

Tanto Suely quando Jercé foram diagnosticados com Covid-19 no começo de janeiro e iniciaram tratamento em casa, em Batayporã. Posteriormente, eles foram hospitalizados em Nova Andradina e, na sequência, transferidos para Campo Grande.

Jercé teve melhora e recebeu alta médica nos últimos dias, prosseguindo com sua recuperação em um apartamento em Campo Grande, porém, Suely, teve complicações pulmonares. Ela foi para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), porém, seu quadro se agravou e ela acabou falecendo na tarde desta terça-feira (16).

Dona Suely, como era carinhosamente conhecida, chegou a Batayporã vinda de Dracena (SP) para trabalhar como professora nos anos 70 e, posteriormente, se casou com Dr. Jercé. Na condição de primeira-dama, entre 1988 e 1992 e 2001 e 2008, atuou na Secretaria de Assistência Social.

Perfeccionista e sempre com olhar voltado aos menos favorecidos, ela foi responsável por desenvolver projetos que ajudaram na formação de crianças, jovens e adultos.

Os idosos eram outro grupo para o qual Dona Suely tinha um olhar especial. Foi sob seu comando que foram criados em Batayporã o Lar Santo Antônio (asilo) e o Centro de Convivência do Idoso (CCI).

A Escola de Educação Especial Luz do Amanhã, mantida pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), é outra instituição que contou com a colaboração primordial da ex-primeira-dama.