Pesquisadores australianos revelaram que o novo coronavírus pode sobreviver em notas de dinheiro, vidro e aço inoxidável por até 28 dias.

A descoberta feita pela Agência de Ciência Nacional da Austrália mostra que, em um ambiente controlado, o vírus segue contagioso por muito mais tempo do que outros estudos tinham demonstrado previamente.

A uma temperatura de 20°C, por exemplo, o vírus permaneceu contagioso por 28 dias em uma superfície como notas de plástico e o vidro das telas de celulares.

Os experimentos feitos com temperaturas entre 20°C e 40°C concluíram que o vírus sobrevive mais tempo em temperaturas mais baixas e em superfícies macias como algodão ou notas de papel.

Os hábitos de isolamento social, uso de máscara e higiene pessoal redobrada adotados por causa da pandemia foram os grandes responsáveis pela queda expressiva das outras doenças respiratórias no Brasil.