Depois de descobrir um desmatamento ilegal por imagem de satélite, Policiais Militares Ambientais de Batayporã realizaram fiscalização ambiental em uma propriedade rural no município e autuaram hoje (26) o proprietário, por crime ambiental de desmatamento sem autorização ambiental em áreas protegidas.

A vistoria ocorreu ontem (25) e hoje o proprietário foi identificado e autuado porque realizou o desmate de 2,30 hectares, sendo 2 hectares em vegetação nativa do bioma de Mata Atlântica e 0,30 hectare, em área de reserva legal, ambas protegidas por Lei. O desmatamento sem autorização do órgão ambiental aconteceu há algum tempo e a PMA teve que utilizar sobreposição de imagens de satélites temporais para conseguir comparar e definir a área desmatada e a aferição foi feita com uso de GPS.

No local onde era a vegetação, a terra já estava gradeada para o plantio de lavoura. A madeira produto do desmate, parte já havia sido explorada e não se encontrava mais no local e outra parte se encontrava caída à margem de um capão e em pequenas leiras. As atividades foram interditadas na área irregular.

Parte da madeira derrubada em leira.
O infrator (78), residente em Andirá (PR), foi autuado administrativamente e multado em R$ 21.000,00. O proprietário também responderá por crime ambiental. A pena é de um a três anos de detenção, agravada por ser área protegida. Ele foi notificado a apresentar Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental, em prazo de 30 dias.