Um acidente ocorrido na noite deste domingo (29) na rua José Pereira do Nascimento no Bairro Maria de Lourdes em Nova Alvorada do Sul, matou a professora Cleodete de Albuquerque Rezende de 41 anos, a Cléo.

Ela estava em uma moto Titan quando foi atropelada pelo condutor de uma carreta. O motorista fugiu do local do acidente. O autor teria invadido a preferencial e atropelado a professora.


Policiais estiveram na casa do suspeito e o encontraram escondido atrás de um sofá. Ele foi detido e levado para a delegacia da Polícia Civil onde está prestando depoimento. Ele não teria aceitado passar pelo teste do bafômetro e o tacógrafo do cavalo mecânico foi recolhido pelos peritos.


A professora Cléo foi atingida pelas carreta que passou sobre o corpo dela e morreu na hora. O Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Nova Alvorada do Sul emitiu há pouco uma nota por meio de sua página em uma rede social. No texto o sindicato informa e lamenta a morte da professora.

Policiais rodoviários federais, militares e peritos da Polícia Civil estiveram no local do acidente.

 

Identificado e Preso motorista que atropelou e matou professora em Nova Alvorada do Sul
A Polícia identificou e prendeu o carreteiro Luís Ricardo Carozo Marconi, de 23 anos, autor confesso e reconhecido do atropelamento, morte e omissão de socorro da professora Cleodete Albuquerque Rezende, de 41 anos, crimes ocorridos por volta de 18h30 deste domingo (29), em Nova Alvorada do Sul.

Ao atender o caso, Polícia e Perícia apuraram que a professora conduzia uma motocicleta pela rua Levi Antunes, uma via preferencial, até que na esquina com a rua José Pereira do Nascimento foi atingida por uma carreta com cavalo mecânico vermelho, cujo condutor não respeitou a preferencial atingindo a motocicleta e a vítima.

Foi apurado ainda, que o motorista ao atingir a vítima, acelerou a atropelando, arrastando e passando por cima do corpo. Testemunha do caso foi taxativa em detalhar o acidente e que a carreta trafegava em alta velocidade.

Outras testemunhas indicaram para a Polícia Militar que a carreta pertencia a Luís Ricardo, pessoas que ainda acrescentaram que pouco antes ele estava bebendo na Conveniência Grill. Com isso, os policiais foram até a casa dele, na Rua Prudêncio Thomaz Lemes, onde encontraram a carreta estacionada na frente da casa.

Ao ser questionado, o indivíduo inicialmente negou que estivesse dirigindo sua carreta, porém, ao ser confrontado com o tacógrafo, confirmou que realmente era o condutor que atropelou, matou e abandonou a vítima na pista, sendo em seguida autuado em flagrante.

 

Cleodete de Albuquerque Rezende de 41 anos, a Cléo