Em entrevista ao Ponto Final CBN, o Coordenador-Geral de Comunicação Institucional da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Cristiano Vasconcellos, afirmou que a direção da corporação expediu a ordem para os agentes liberarem todos os pontos de interdição e bloqueio no Brasil inteiro. Segundo ele, 44 ocorrências foram finalizadas. A força das tropas de choque foi empregada no Distrito Federal e no Mato Grosso.

 

'Primeiro tentamos utilizar o diálogo para desobstruir o trânsito', explicou o inspetor. 'Depois, usamos os diversos meios que temos para garantir o direito de ir e vir da população. Estamos buscando interdito proibitório; em última análise, pode haver uso de força de choque para desobstruir as vias federais.'

 

A ordem seria uma preocupação também para liberar mulheres e crianças que estão há horas paradas no asfalto. A Advocacia-Geral da União foi acionada para conseguir autorização para desmobilizar os bloqueios em diversos locais.

 

De acordo com Vaconcellos, as forças operam normalmente com apenas dois policiais em cada ponto. Portanto, é preciso mobilizar o efetivo para reforças as atividades de liberação. Caso seja necessário, outras forças policias podem ser acionadas para apoio.

 

Desde a madrugada desta segunda-feira, poucas horas depois da proclamação da vitória do ex-presidente Lula nas eleições contra Jair Bolsonaro, caminhoneiros interditaram estradas em protesto. Segundo o entrevistado, o estado do Paraná, com 41 protestos, é o mais ocupado.