Luis Inácio Lula da Silva do PT, vai governar o Brasil pela terceira vez. Ele venceu neste domingo, 30, o atual presidente Jair Bolsonaro, PL. O retorno de Lula ao Palácio do Planalto foi construído com um discurso de pacificação do país. O brasileiro testemunhou uma das disputas mais acirradas da história eleitoral do país. Lula começou atrás na contagem mas ultrapassou Bolsonaro com 67,76% da vos votos apurados e manteve a liderança até o final.

O maior desafio de Lula agora será trabalhar para diminuir a divisão ideológica que tomou conta do país nos últimos anos. Em Mato Grosso do Sul, Bolsonaro venceu a disputa. Ele obteve 59,49% dos votos. Lula recebeu 40,51% dos votos aqui no estado. Esta é a primeira vez que um presidente da República não se reelege na história recente do país.

Lula teve numericamente a maior votação da história —às 20h30, somava 60.111.027 votos. O recorde anterior era dele mesmo, em 2006, com 58.295.042 votos. O petista acompanhou a apuração em casa e deve ir para um hotel próximo à avenida Paulista, região central de São Paulo. Bolsonaro está em Brasília.

O petista é o primeiro a ser eleito presidente da República pelo voto direto três vezes —antes, venceu em 2002 e 2006. Rodrigues Alves (1902 e 1918), Fernando Henrique Cardoso (1994 e 1998) e Dilma Rousseff (2010 e 2014) venceram duas vezes —Getúlio Vargas foi eleito indiretamente em 1934 e pelo voto direto em 1950. Lula volta ao Planalto três anos depois de deixar a prisão em Curitiba, onde foi condenado pela Justiça após investigações da Operação Lava Jato. A sentença, referendada em segunda instância, tirou do petista seus direitos políticos e a chance de disputar a eleição de 2018 —à época, ele liderava as pesquisas de intenção de voto.

Em 2021, as decisões tomadas pelo ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) foram anuladas pelo STF (Supremo Tribunal Federal) —o que abriu a possibilidade de Lula concorrer novamente. Em 2019, Moro tornou-se ministro da Justiça de Bolsonaro. Deixou o governo no ano seguinte e acusou o presidente de interferir na Polícia Federal. Mas os dois reataram nas últimas semanas —senador eleito pelo Paraná, Moro apareceu ao lado de Bolsonaro em debates do segundo turno e, segundo a campanha, ajudou o então candidato à reeleição a se munir de informações contra o petista. A frente que veio.

O PT costurou uma coligação com nove partidos.

Veja onde Lula venceu:
Alagoas
Amazonas
Bahia
Ceará
Maranhão
Minas Gerais
Pará
Paraíba
Pernambuco
Piauí
Rio Grande do Norte
Sergipe
Tocantins
Veja onde Bolsonaro venceu:
Acre
Amapá
Distrito Federal
Espírito Santo
Goiás
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Paraná
Rio de Janeiro
Rio Grande do Sul
Rondônia
Roraima
Santa Catarina
São Paulo

As unidades federativas em que o petista obteve maior votação foram Piauí, com 76,83% dos votos válidos, Bahia, com 72,11%, e Maranhão, com 70,93%.

É a terceira vez que Lula é escolhido como chefe do Executivo brasileiro. O político também é o primeiro a assumir três vezes o cargo pelo voto direto.