O mês de outubro marca, desde a década de 90, o movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama e, mais recentemente, também de colo de útero. As campanhas que disseminam informações e promovem a conscientização sobre as doenças já estão consolidadas nos calendários das empresas, inclusive no agronegócio. Tratando-se do setor sucroenergético, onde cada vez mais mulheres se fazem presentes em protagonismo e atuação feminina no campo com atividades diversas, a Atvos, uma das maiores produtoras de etanol do país, trabalha em prol desta causa em todas as suas regiões de atuação.

 

Com o mote “Mais saúde agora e no futuro!”, a campanha abrange todas as unidades agroindustriais e escritórios, e conta com ambientação dos espaços compartilhados e divulgação de material informativo via e-mail, WhatsApp e nos Diálogos Diários de Segurança (DDS) com as equipes. Outro benefício promovido é a parceria com os planos de saúde ofertados pela empresa para que as colaboradoras possam realizar os exames de mamografia, ultrassom de mamas e papanicolau de forma gratuita ao longo do mês.

 

Em Rio Brilhante (MS), onde está localizada a usina Eldorado da empresa, foi realizada uma palestra de conscientização com um profissional da Oncoclínica, uma instituição especializada no tratamento da doença. A ação, que contou com depoimentos de mulheres da região que passaram pela experiência ou estão vivenciando o tratamento, teve o objetivo de orientar as (os) integrantes sobre a importância de cuidados preventivos e detecção precoce das doenças, que são os primeiros passos para a cura.

 

No mesmo formato e com o mesmo propósito, mas em Costa Rica (MS), onde está localizada a unidade homônima, a coordenadora da Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) de Chapadão do Sul (MS), Gracy Kelly Oliveira, também conversou com os (as) colaboradores sobre o assunto.

 

Vale ressaltar que, apesar de raro, o câncer de mama também pode acometer os homens, representando 1% do total de casos registrados. Ou seja, a cada 100 mulheres diagnosticadas com a doença, um homem recebe o diagnóstico.

 

“Para a Atvos, é fundamental transmitir a mensagem de cuidado com a saúde feminina e masculina durante todo o ano. Nossas unidades possuem um papel fundamental nas regiões onde atuamos e sabemos que nossas comunicações, ainda que internas, ultrapassam os muros da usina e se tornam pautas de conversas com amigos e familiares”, explica Silvana Sacramento, diretora de Pessoas da Atvos.

 

 

Sobre a Atvos

A Atvos é uma empresa de bioenergia, sendo a segunda maior produtora de etanol do país. A partir da cana-de-açúcar, a companhia tem capacidade para produzir 3 bilhões de litros de etanol, que podem movimentar 60 milhões de carros compactos; 700 mil toneladas de açúcar VHP, capaz de adoçar 20 milhões de festas de aniversário; além de cogerar 3,1 mil GWh de energia elétrica a partir de biomassa, suficiente para abastecer uma população de 15 milhões de pessoas. Possui mais de 9 mil integrantes nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo, onde estão localizadas suas nove unidades agroindustriais.

Como um player relevante na geração de energia renovável e limpa, a empresa emitiu mais de 2,4 milhões de créditos de descarbonização (CBIOs) por meio do programa Renovabio na safra 2020/21, tornando-se uma das maiores emissoras de títulos do mercado. Ainda pela frente socioambiental, conta com o Energia Social, que apoia projetos voltados para temas como educação, cultura, saúde, segurança, meio ambiente e atividades produtivas. A iniciativa tem como objetivo fomentar o desenvolvimento socioeconômico e promover melhoria na qualidade de vida das comunidades onde a companhia atua. Mais informações: www.atvos.com.