Eli Matias, de 36 anos, foi assassinado na madrugada deste sábado (8) com pelo menos 14 facadas, por Douglas Pereira Rios, de 31 anos, amante da esposa de 27 anos de Eli. O crime aconteceu na Rua Piraputanga, no Jardim Noroeste, em Campo Grande. Eli foi esfaqueado nas costas, tórax e braço. 

Por volta de 3h da madrugada uma equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações) foi acionada e encontrou Eli caído no chão, com diversas perfurações pelo corpo. A esposa dele estava no local, com sinais visíveis de embriaguez, e contou que ela havia sido vítima de roubo, mas que Eli interviu e acabou esfaqueado por dois homens.

Os investigadores do GOI encontraram uma pasta perto do corpo de Eli com vários documentos em nome de Douglas, então pesquisaram e encontraram o endereço dele. Na casa de Douglas eles foram informados que o homem chegou muito machucado dizendo que havia sido roubado, então o levaram para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Tiradentes e de lá ele foi encaminhado para a Santa Casa de Campo Grande. 

No hospital os policiais conseguiram conversar com Douglas, que está na ala vermelha com perfuração de faca no abdômen e corte no rosto. Douglas contou que tem um relacionamento com a esposa de Eli, mas que não sabia que a mulher era casada. Nesta madrugada eles estavam voltando para casa quando ele foi atacado por Eli, que estava com uma faca na mão.

Segundo o depoimento de Douglas, eles conseguiu tirar a faca de Eli e se defendeu, fugindo em seguida e largando seus pertences no local do crime. Com a confissão, ele foi preso em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil e segue internado sob escolta policial.