Neste domingo (2), eleitores de Mato Grosso do Sul elegeram 4 novos deputados federais e outros 4 se reelegeram para o cargo. No total, o Estado possui oito cadeiras na Câmara dos Deputados.

Confira abaixo a relação dos deputados federais eleitos pelo Mato Grosso do Sul e o número de votos:
 

Marcos Pollon (PL): 7,33% - 103.111 votos
Beto Pereira (PSDB): 6,96% - 97.872 votos
Dr. Geraldo Resende (PSDB) – 6,86%% - 96.519 votos
Vander Loubet (PT): 5,44%% - 76.571 votos
Camila Jara (PT): 4,02%% - 56.552 votos
Dagoberto (PSDB): 3,43% - 48.217 votos
Dr. Luiz Ovando (PROGRESSISTAS): 3,23% - 45.491 votos
Rodolfo Nogueira (PL): 2,97% - 41.773

O deputado federal com maior números de votos foi Marcos Pollon (PL), com 103.021 votos. Além dele, Beto Pereira (PSDB) se destacou e recebeu 97.519 votos. A apuração do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) já está com 99,71% das urnas apuradas.

Assim, MS tem novos ocupantes de cadeiras na Casa de Leis, que fazem parte dos 513 integrantes da Câmara. Então, são responsáveis por apresentar e analisar projetos de lei no âmbito federal.

 
 
Além disso, discutem reformas e alterações na Constituição. Também ficam responsáveis pela fiscalização, como, por exemplo, em comissões parlamentares de inquérito e convocação de autoridades. O orçamento também faz parte das responsabilidades dos deputados federais.

Reeleitos
Vander Loubet (PT)
Natural de Porto Murtinho, Vander Loubet (PT) exerce atividades na Câmara desde 2003. O candidato do PT está no 5º mandato consecutivo e com a reeleição segue para o 6º mandato na Casa de Leis com 74.860 votos.

Dagoberto Nogueira (PSDB)
Nascido em São José do Rio Preto, cidade de São Paulo, Dagoberto Nogueira (PSDB) está no terceiro mandato como deputado federal. Assim, com a reeleição, Dagoberto segue para o quarto mandato com 47.814 votos.

 
 
Dr. Luiz Ovando (PP)
Natural de Corumbá (PSD) e candidato pelo PP, Luiz Ovando foi reeleito e deve exercer o segundo mandato como deputado federal por Mato Grosso do Sul com 45.304 votos.

Beto Pereira (PSDB)
Natural de Campo Grande, Beto Pereira (PSDB) foi reeleito como deputado federal por Mato Grosso do Sul. O tucano segue para o segundo mandato na Câmara dos Deputados com 97.519 votos, sendo que foi eleito ao cargo pela primeira vez em 2018.

Eleitos
Camila Jara (PT)
Camila Jara é natural de Campo Grande e foi eleita para exercer o primeiro mandato como deputada federal pelo PT com 56.487 votos. Assim, deixa o cargo de vereadora, em que foi eleita em 2020 como a única vereadora de Campo Grande.

 
 
Geraldo Resende (PSDB)
Natural de Córrego Danta, em Minas Gerais, Geraldo Resende (PSDB) foi eleito em 2018 para deputado federal, com mandato até 2023. No entanto, deixou a Câmara para exercer cargo de secretário estadual da Saúde em Mato Grosso do Sul. Com a reeleição, Geraldo volta para a Casa de Leis para o sexto mandato com 95.514 votos.

Marcos Pollon (PL)
Natural de Dourados, Marcos Pollon (PL) é advogado e professor universitário. Ele foi eleito para exercer o primeiro mandato na Câmara dos Deputados. Marcos recebeu 103.021 votos. Assim, foi o deputado federal mais votado em MS.

Rodolfo Nogueira (PL)
Nascido em Dourados, Rodolfo Nogueira (PL) é um dos deputados federais eleitos em 2022. O produtor agropecuário já foi eleito suplente de Soraya Thronicke (União Brasil) para o Senado. Assim, assume mandato na Casa de Leis. Segundo apuração do TRE-MS, foram 41.675 votos para Rodolfo.