Ezequiel Lemos Ramos, de 38 anos, morador de Ponta Porã (MS) foi preso em flagrante nesta segunda-feira, 12 de setembro, após matar a tiros a ex-companheira, Michelle Nicholich, de 37 anos, e o filho caçula do ex-casal, Luiz Inácio Nicolich Lemos, de apenas 2 anos. O autor possuía registro da categoria Caçador, Atirador e Colecionador (CAC), que permite a posse de arma de fogo. O crime ocorreu em frente a escola da Zona Leste de São Paulo (SP).

Conforme o Portal R7, Ezequiel foi preso logo após o crime. Testemunha relatou à Polícia Civil que Michelle buscou os dois filhos, de 2 e 5 anos, na escola e entrou no veículo dela, um Uno Branco. O autor aguardava a companheira do outro lado da rua, em uma motocicleta Honda/VTX. Assim que avistou a ex-mulher, disparou contra o carro dela. A vítima tentou fugir, porém perdeu controle da direção e colidiu em poste de energia elétrica.

Câmeras de segurança capturaram o crime. Nas filmagens, é possível observar o momento em que o Uno colide contra o poste. Ainda, Ezequiel, que aparece nas filmagens de camiseta rosa e com arma na mão, corre a pé até o carro e parece disparar novamente contra a mulher, que estava como motorista. Após o crime, retorna para a motocicleta. 

O boletim de ocorrência aponta que o outro filho de Michelle, de 5 anos, também estava no veículo na hora do crime, foi baleado, porém sobreviveu. A criança foi entregue em segurança ao avô materno. 

Em depoimento, Ezequiel afirmou que Michelle lhe aplicou um golpe de R$ 70 mil e, por isso, ele foi até o local para "acertar as contas com ela". O suspeito disse não saber que os filhos estavam no carro. Segundo o Portal R7, o homem passa por audiência de custódia ainda hoje (13) e deve responder por dois homicídios qualificados e uma tentativa de homicídio. 

Preso por violência doméstica em MS - Conforme apurado pelo Diário Digital, Ezequiel e Michelle moravam juntos em Ponta Porã ainda neste ano. Em maio, o autor foi preso por violência doméstica contra a ex-companheira. Na ocasião, foi levado para a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) do município.

No dia da prisão, o ex-casal discutiu quando a ex-companheira confrontou Ezequiel quanto à possível traição da parte dele. O ex-marido, então, ameaçou a vítima, onde chegou a apontar arma contra a cabeça dela. Michelle conseguiu correr e acionar à Polícia. Ainda, pediu medida protetiva contra o ex-marido em Mato Grosso do Sul. Dias após o caso, mudou-se para São Paulo com os filhos, a fim de afastar-se de Ezequiel.