O video de uma briga generalizada registrada em um posto de combustível no centro de Bataguassu circulou neste fim de semana. 

A confusão aconteceu no início da noite de sábado (10), por volta das 19 horas e no vídeo é possível ver quando pelo menos dois indivíduos apanham de um grupo maior de jovens em frente a uma conveniência, no pátio do posto de combustível, próximo à praça central de Bataguassu. 

O motivo da briga não foi divulgado e os envolvidos não procuraram a polícia para registrar queixa. O proprietário do posto onde a briga aconteceu registrou uma ocorrência pelos danos materiais causados pela confusão. 

A Polícia Militar esteve no local e apenas 3 envolvidos foram identificados. Os demais jovens fugiram antes da chegada das viaturas. 

Quebra-quebra

A Polícia Militar foi até o local e encontrou dois dos envolvidos há alguns metros do estabelecimento onde a briga aconteceu. Os rapazes de 21 e 30 anos admitiram que participaram de confusão e contaram que acabaram apanhando, mas não souberam identificar os demais envolvidos. 

Testemunhas se recusaram a falar com a polícia por temer represálias, já que se especulava entre as pessoas que presenciaram o fato, que um dos jovens que aparece nas imagens, tenha envolvimento com uma facção criminosa. 

De acordo com relatos, os jovens abordados pela polícia, são os mesmos que aparecem nas imagens apanhando do restante do grupo. Pessoas presentes no momento da confusão afirmaram que os rapazes teriam provocado o desentendimento, mas apanharam porque estavam em menor número que o outro grupo. Após a briga, o grupo que estava em maior número, fugiu do local antes da chegada da polícia. Já os jovens que haviam apanhado, retornaram ao posto minutos depois e promoveu um quebra-quebra no local. 

O proprietário do estabelecimento registrou uma queixa pelos danos causados, como garrafas, copos e uma mesa de granito quebrados. Uma funcionária do posto também se queixou de lesões causadas por uma das garrafas quebradas. 

Durante a abordagem, a Polícia Militar conseguiu identificar um terceiro envolvido, que teria participado da briga ao lado dos outros dois rapazes identificados inicialmente. O jovem tem 23 anos e admitiu ter se envolvido na pancadaria e apanhado juntos aos outros dois colegas. 

O proprietário do estabelecimento disse que pretende levar o episódio à justiça e o caso foi registrado como lesão corporal dolosa, dano e pertubação do trabalho. 

Os envolvidos de 21, 23 e 30 anos foram submetidos a exame de corpo de delito, encaminhados à Delegacia de Polícia Civil e não quiseram prestar depoimento. Os três rapaz identificados responderão como autores e os demais jovens não foram citados. A Polícia Civil vai investigar o caso.