Seis anos após ser denunciada pelo Conselho Tutelar, uma mulher de 50 anos, moradora de Bataguassu, acabou presa na ultima quinta-feira (08) após ser condenada pelo crime de estupro de vulnerável, praticado contra sua própria filha que na época dos fatos tinha apenas 12 anos.

Segundo a denúncia, realizada em janeiro de 2016, a mãe da adolescente obrigava sua filha a manter relações sexuais com dois homens em troca de bebidas alcoólicas e churrasco. A vítima chegou a informar na época que dormia com os estupradores na casa da sua mãe e chegou a engravidar.

Um dos homens, de 40 anos, que cometia os estupros contra a menina também foi condenado pela Justiça e preso pela Polícia Militar na semana passada. 

Ambos os condenados vão responder aos crimes em regime fechado.