De acordo com dados oficiais consultados pelo Campo Grande News, quatro municípios de Mato Grosso do Sul têm mais eleitores que população, neste ano. Costa Rica, Jateí, Novo Horizonte do Sul e Selvíria possuem mais pessoas aptas a votar cadastradas no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do que habitantes, conforme estimativa populacional do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

Novo Horizonte do Sul tem 3.556 habitantes e 3.865 eleitores. Ou seja, uma diferença de 309.
Costa Rica tem 21.456 habitantes e 22.565 eleitores. Ou seja, uma diferença de 1.109.
Selvíria tem 6.555 habitantes e 6.780 eleitores. Ou seja, uma diferença de 225.
Jateí tem 4.015 habitantes e 4.151 eleitores. Ou seja, uma diferença de 136.
Os outros 75 municípios sul-mato-grossenses possuem maior número de habitantes que o eleitorado. Ao todo, o Estado possui 2.839.188 habitantes, além de 1.996.510 eleitores. Ou seja, uma diferença de 842.678.

Nas eleições municipais de 2020, eram três cidades com esta diferença numérica. Apenas Jateí não estava nesta lista; naquele ano, possuía apenas 25 habitantes a mais do que eleitores.

A disparidade entre a população e o eleitorado de algumas cidades é muito pequena. Cidades como Taquarussu e Vicentina, por exemplo, têm as maiores proporções de eleitores por habitantes. Na primeira, há apenas 47 habitantes a mais que o número de eleitores, cerca de 1,3%, enquanto a segunda possui 410 elegíveis para votação, aproximadamente 6,4%. 

Diferença de dados - Vale ressaltar que os dados da Justiça Eleitoral não pegam a população toda, já que crianças não podem votar e jovens de 16 e 17 anos, analfabetos e maiores de 70 anos não são obrigados a tirar o título.

Além disso, o dado populacional do IBGE é uma estimativa de 2021 que tem como base dados produzidos há 12 anos. O último recenseamento ocorreu em 2010. A contagem populacional, que atualiza esses dados em 2015, não ocorreu por falta de recursos, bem como o Censo de 2020. O novo recenseamento começou em agosto deste ano e os resultados ainda não foram divulgados.

Os dados do TRE, portanto, estão mais atualizados, especialmente após a implantação da biometria, que já chegou a 75% dos eleitores. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informa que os números do perfil do eleitorado são dados oficiais e exatos, extraídos a partir do cadastro eleitoral, em que é considerado o domicílio eleitoral do cidadão e cidadã. Ou seja, domicílio eleitoral é o local onde efetivamente o eleitor e eleitora vota, não necessariamente onde mora. 

Já o IBGE ressalta que o último Censo ocorreu a mais de uma década atrás e que a divulgação das populações de todos os municípios do País para 2022, até o final do ano, trará novos números. O instituto também avalia que moradores que se mudam para outras cidades podem demorar ou não fazer a transferência de seus domicílios eleitorais.

A desatualização dos dados do Censo pode provocar distorções e migrações são um fator importante nesse fenômeno. Por fim, há pessoas que moram em um domicílio, mas se registram no domicílio eleitoral de outro município, ou até mesmo outro estado.

Entre as cidades sul-mato-grossenses, Jateí faz divisa com o Paraná, e fica abaixo do município de Novo Horizonte do Sul. Selvíria faz limite com o estado de São Paulo, enquanto Costa Rica está ao lado de Goiás.