Uma mulher de 32 anos foi socorrida no fim do dia desse domingo (7), por policiais militares, em Campo Grande, após ser agredida pelo marido por cerca de seis horas e trancada em casa, com um bebê recém-nascido e uma criança de 2 anos.

A filha da vítima foi quem acionou a polícia por volta das 16 horas, quando chegou a casa da mãe e encontrou tudo trancado. A vítima foi até a janela, pediu socorro e orientou a garota para que chamasse os policiais. 

Quando os policiais chegaram, conseguiram falar com a vítima pela janela. O sogro da mulher teve de ir ao local arrombar a porta já que o autor havia fugido.

Ela contou que está casada há cinco anos, e que nesse domingo, ele tentou bater em uma das filhas do casal, por volta das 10 da manhã. A mulher interveio e começou a ser agredida pelo marido com socos. Ele ainda a jogou na cama e passou a apertar seu pescoço. As agressões foram cometidas na frente dos filhos.

A vítima ainda disse que durante todo o dia, era agredida verbalmente com palavras de baixo calão e com agressões físicas. As agressões só cessaram quando a filha da mulher chegou a residência e chamou a polícia. O homem ainda saiu de casa levando dois dos quatro filhos e trancando a vítima com o bebê e com a criança de 2 anos. Ele fez ameaças dizendo que voltaria para terminar o serviço. 

O autor não foi encontrado e a mulher encaminhada para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), onde pediu por medidas protetivas.