Após o pais passar por uma das maiores tragédias com mais de 700 mil mortos com a pandemia, com a vacinação em massa, os brasileiros voltaram a se divertir, soltando o grito que ficou preso na garganta por dois anos e meio.
Com todas as, dificuldade que a população ainda passam, sem dinheiro, passando dificuldades, ainda a um alento a volta dos eventos em todos os municípios do pais. Em Ivinhema não foi diferente , com a volta dos eventos de grande porte e com recorde de públicos e turistas de todos os lugares, Ivinhema volta a ser a capital das festas na região do vale do Ivinhema.
Desde ano de 2021 com a volta do rodeio e do show de final de ano, e no ano de 2022 com outros eventos e com a volta da festa da mandioca, o município tem girado a economia, tanto nas redes hoteleiras, como nos comércios de alimentação, vestuários e calçados dentre outros setores.

Ivinhema que foi sempre referencia nas festas bem organizadas e de grande publico, retoma com maestria, se transformando novamente na capital dos eventos. Sem maiores complicações na área de segurança, o publico respeitando as normas e leis, os eventos tem sido um sucesso. Isso tem atraído gente de todos os lados do Brasil. No ano de 2022 pode fechar mais uma vez com chave de ouro, com o grande rodeio e as atrações musicais de ponta no aniversario da cidade. A População tem comparecido em peso e dando espetáculos nos eventos.

"Nós jovens do vale do Ivinhema, ficamos com tamanha gratidão quando o município organiza algo para a população, sejam grandes eventos ou pequenas celebrações, festa como a da mandioca é importante para manter e preservar elementos históricos e tradições do município. O setor de festas na pandemia ficou devastado, por conta das tragédias que ocorreu durante esse tempo de COVID - 19, mais de dois anos de isolamento social, como esse ciclo já está amenizado, temos que nos socializar e se divertir muito, indo em festas do nosso município" Disse a Jovem Larissa de 17 anos.

Segundo presidente da ACIIV Valentim Peixoto, disse  "Não foi fácil esses dois anos de pandemia, perdemos parentes, amigos, empresários e varias outras pessoas, por isso nunca esqueço de prestar a minha solidariedade com todos os familiares, e lamentamos que a vacinação não tenha chegado antes. Mas a vida continua e estamos retomando a vida, viver dia a dia".

"E sempre agradecendo ao prefeito Juliano Ferro que ouviu nosso clamor,  que os empresários não tinham culpa do aumento do covid-19, e trouxe de voltas as atrações para aquecer os comércios, principalmente o noturno que sempre pagou o pato". 

"Mas a hora de trabalhar, pagar as dividas e recuperar o tempo e o prejuízo, pois teve muitas promessas de ajuda, que infelizmente não ocorreram, mas os comerciantes são heróis e nunca desistiram de lutar". Finalizou.