Em mensagem em vídeo gravada em português, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou que essa é uma “crise mundial de saúde sem precedentes nos 75 anos de história da ONU”.

Segundo Guterres, este é o momento de os países reforçarem seus sistemas de saúde e investimentos cruciais em serviços públicos.

“Fundamentalmente, as pessoas devem ser a nossa prioridade: os mais vulneráveis, os trabalhadores com salários baixos, as pequenas e médias empresas. Isto significa apoio a salários, garantias bancárias, proteção social, prevenindo falências e a perda de postos de trabalho. Também significa desenhar respostas orçamentais e monetárias, para garantir que o fardo não caia sobre aqueles que menos o podem suportar. A retoma não pode ser feita à custa dos mais pobres e não podemos criar uma legião de novos pobres.”

 

https://www.facebook.com/ONUBrasil/videos/671362983636088/