O céu de Mato Grosso do Sul estará favorável para a contemplação da chuva de meteoros Taurídas do Sul, que atinge seu pico na noite desta sexta-feira (5), mais especificamente a partir das 19h (horário de MS). 

Neste horário, a constelação de Touro, que é o radiante da chuva, ou seja, o ponto no céu da onde os meteoros parecem surgir, já estará em uma posição bem alta no céu, o que proporcionará uma melhor visibilidade aos observadores.

Aos amantes da astronomia, vale procurar um lugar afastado da cidade, sem as luzes artificiais, para melhor contemplação do fenômeno. 

Nas condições ideais - céu limpo e sem iluminação -, o observador poderá visualizar até 5 meteoros por hora, número considerado baixo. Esses objetos maiores que compõem as Táuridas entram na atmosfera da Terra a mais de 100 mil km/h, ou 28 Km/s. Por isso, algumas bolas de fogo impressionantes podem aparecer de vez em quando, durante as noites de pico.

Meteoro
Meteoro, popularmente chamado de estrela cadente, é um fenômeno que se caracteriza pela passagem de um meteoroide pela atmosfera terrestre. Meteoroides, por sua vez, são fragmentos de cometas ou asteroides, que se desprendem desses corpos celestes e ficam vagando pelo espaço em órbitas em torno do Sol.

No caso da Táuridas do Sul, o astro que dá origem à chuva é o cometa Encke,  o segundo cometa periódico descoberto após o famoso cometa Halley. Com um período orbital de 1.204 dias, o corpo celeste fará sua próxima aproximação ao Sol em 2023.

Próximas chuvas de meteoros
Conforme o calendário astronômico, as próximas chuvas de meteoros são: 

12 de novembro: Taurídas do Norte.
17 de novembro: Leônidas.
19 de novembro: Geminidas.