A Petrobras vai reajustar os preços do gás de botijão e da gasolina em mais de 7%, a partir deste sábado. Em ambos os casos, serão reajustes para as distribuidoras, ou seja, os aumentos dos preços finais para os consumidores serão diferentes.

O preço médio de venda do gás para as distribuidoras passará de R$ 3,60 para R$ 3,86 por quilo, o equivalente a R$ 50,15 por 13kg, refletindo um reajuste médio de R$ 0,26 por quilo, após 95 dias com preços estáveis.

No caso da gasolina, o preço médio de venda para as distribuidoras passará de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro, refletindo um reajuste médio de R$ 0,20 por litro. Foram 58 dias de preços estáveis.

Segundo a empresa, "esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento".

Preços ao consumidor no Rio

No Rio, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina nos postos chegou a R$ 6,628, na semana de 26 de setembro a 02 de outubro. O preço máximo verificado pela ANP na capital foi de R$ 6,999.

O botijão de gás (GLP) de 13kg apresentou um preço médio de R$ 90,51, segundo o mesmo levantamento. O preço máximo do GLP no Rio atingiu R$ 103.