Uma mulher de 21 anos foi esfaqueada pelo marido de 32 anos, na noite deste sábado (2), em Jardim após se negar a desbloquear o celular para o autor, com que é casada a 1 ano e 4 meses.

Ela disse que estava em casa junto do marido, quando por volta das 21 horas deste sábado (2), ele pediu para que desbloqueasse o celular para ver sendo que a vítima se negou. O autor a empurrou da cama fazendo com que a mulher batesse a cabeça na cabeceira.

Em seguida, o homem pegou um canivete a esfaqueou na barriga e no pescoço, causando lesões superficiais. A vítima ainda foi agredida com socos e chutes e ameaçada de morte. O casal tem um filho.

Na delegacia, ela disse que depende financeiramente do marido, mas que vai voltar a morar com sua mãe. Ela pediu por medidas protetivas. 

Não se cale!

Existem dois números para contato: 180, que garante o anonimato de quem liga, e o 190. Importante lembrar que a Central de Atendimento à Mulher – 180 -, é um canal de atendimento telefônico, com foco no acolhimento, na orientação e no encaminhamento para os diversos serviços da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres em todo o Brasil, mas não serve para emergências.

As ligações para o número 180 podem ser feitas por telefone móvel ou fixo, particular ou público. O serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive durante os finais de semana e feriados, já que a violência contra a mulher no Brasil é um problema sério no país.