O ataque às agências bancárias de Araçatuba, no interior de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (30), deixou ao menos três mortos e cinco feridos. Uma das vítimas, um ciclista de 25 anos, passou pelo local, foi atingido por um artefato explosivo e teve os dois pés amputados. Homens fortemente armados fizeram um escudo humano com reféns. 

De acordo com a Polícia Militar, pelo menos três pessoas morreram durante a ação criminosa. As vítimas feridas deram entrada na Santa Casa de Araçatuba para receber os primeiros atendimentos. Uma delas foi atendida no Pronto-Socorro do município com uma lesão na mão causada por uma arma de fogo. 

De acordo com a Santa Casa Municipal, cinco vítimas passaram pelo atendimento no hospital. Um homem de 28 anos foi baleado no abdômen e está internado na Unidade de Emergência com quadro clínico estável.

Outro ferido é um homem de 31 anos baleado no rosto e nos braços. Segundo o hospital, ele precisou ser intubado e está em estado grave, porém estável. Outro ferido tem 38 anos e foi  baleado nas pernas, braços e na cabeça. A vítima também precisou ser intubada devido a um rompimento de artéria. 

Ele precisou ser levado ao centro cirúrgico para passar por um procedimento de revascularização do braço direito. A cirurgia começou às 10h e ainda está em andamento. O estado clínico do paciente é grave. 

 

Outra vítima é um homem com 26 anos, o ciclista atingido por um explosivo. Ele sofreu amputações traumática dos dois pés e todos os dedos das mãos. O rapaz também teve ferimentos com estilhaços no corpo. Ele passou por cirurgia no inicio desta manhã e segue na unidade de recuperação pós cirúrgica. O quadro clínico é grave.