O presidente Jair Bolsonaro desembarcou nesta quarta-feira (30) no Mato Grosso do Sul, onde participou da cerimônia de inauguração da Estação Radar de Ponta Porã. Estação auxiliará no controle e na segurança do espaço aéreo nacional. O objetivo, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), é modernizar e ampliar a rede de vigilância do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro no monitoramento da fronteira e de combate ao narcotráfico.

O mandatário acionou o radar manualmente e comandou a primeira simulação de interceptação de patrulha com caças da Força Aérea. Bolsonaro ainda destacou a importância do equipamento. "Nesse momento, temos a certeza de que a fronteira do espaço aéreo se torna mais segura com vigilância constante da nossa Força Aérea", apontou.

A viagem do chefe do Executivo ocorre em meio a escândalos envolvendo o contrato da vacina indiana Covaxin. Mais cedo, na chegada ao local, sem máscara, o presidente cumprimentou apoiadores e tirou selfies em meio a aglomeração. A imagem do momento foi postada por ele nas redes sociais.

Participaram do evento o ministro de Defesa, Walter Braga Netto, o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior, o diretor-geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, tenente-brigadeiro do ar João Tadeu Fiorentini, entre outras autoridades, como Luciano Macaferri Rodrigues, diretor-geral da Thales no Brasil, e Luiz Henriques, diretor-presidente da Omnisys.

Equipada com soluções de última geração, a estação é composta por um radar primário de longo alcance LP23SST-NG e um secundário RSM970S. Esses radares possuem a capacidade de detectar aeronaves cooperativas e não-cooperativas e incorpora funcionalidades como as medidas de proteção eletrônica e altimetria, além de excelente desempenho de precisão e detecção dos alvos, inclusive aeronaves com velocidade baixa ou nula, como helicópteros, ou com velocidade e capacidade de manobra elevadas, como aviões de caça.

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), órgão central do Sisceab, por meio da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (Ciscea), e a Empresa Omnisys assinaram, no final de 2018, um contrato para o fornecimento de três radares. A estação radar de Ponta Porã foi a terceira a ser implantada. As localidades de Porto Murtinho (MS) e Corumbá (MS) já estão em operação.

Fabricação nacional
Os radares são fabricados no Brasil pela empresa Omnisys em São Bernardo do Campo (SP), o que permite o acesso rápido e fácil a toda a sua cadeia produtiva e agiliza os procedimentos de assistência técnica por parte do fabricante.