Na manhã desta quarta-feira, 16 de Junho de 2021, a Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia Civil de Angélica, cumpriu dois mandados de prisão de indiciados pela prática do crime de estupro de vulnerável.

Conforme apurou o Site Ivinoticias, os investigados um pastor e outro que trabalha na área da construção estariam praticando conjunção carnal e outros atos libidinosos com menores de 14 (quatorze) anos.

Um dos investigados estaria, em tese, utilizando da rede mundial de computadores para localizar e se aproximar das vítimas. Enquanto o outro se utilizava da sua condição de líder religioso para conseguir uma aproximação das vitimas.

A investigação teria iniciado no final de maio, tendo a autoridade policial representado pela preventiva dos investigados.

A decisão judicial com a prisão dos investigados foi exarada no dia 15/06/2021, após manifestação favorável do Ministério Público.

Os indiciados foram presos e permanecerão à disposição da justiça.