Policiais Militares Ambientais de Naviraí executavam trabalhos preventivos aos incêndios, na fase informativa da operação Prolepse e, quando passavam ontem (13) nas proximidades uma área de reserva legal (área de vegetação protegida) de uma fazenda, localizada às margens da Rodovia MS 489, perceberam diversas trilhas de entrada na mata. Os Militares adentraram à vegetação e localizaram materiais que seriam utilizados na captura ilegal de animais silvestres.

Foram apreendidas duas jaulas com 2 metros de comprimento utilizadas para captura de animais de grande porte, especialmente, porcos silvestres, bem como tubos de plásticos (PVC), com alimento, que serviam como cevas para atrair os animais. Além disso, havia cadeiras fixadas nos topos das árvores que serviam como observatório desses animais (espera), normalmente utilizadas, para abate dos bichos com arma de fogo.