Um trabalhador rural identificado como Evandro Pereira de Lima, de aproximadamente 50 anos, foi morto a pauladas em uma fazenda na região do Indubrasil em Campo Grande na noite desta quarta-feira (09). Os autores identificados como Alexandre e Johnny, que também trabalhavam no local, foram presos em flagrante pelo crime.

Segundo informações, a discussão de Evandro com Alexandre e Johnny seria por causa de uma bomba de encher pneu de bicicleta. Evandro emprestou a bomba para os dois e depois foi pedir para que devolvessem.

Ainda de acordo com informações, Evandro já havia sido agredido pelos dois, na frente de sua casa, dentro da propriedade rural ainda nesta quarta-feira. Logo após ser agredido, Evandro foi tirar satisfação com os dois que moravam em uma outra casa, também dentro da fazenda.

No local, houve uma discussão e Evandro foi morto a pauladas que o atingiram principalmente em sua cabeça. A vítima sofreu graves traumas, inclusive com exposição de massa encefálica e morreu no local. Evandro trabalhava na fazenda há aproximadamente 30 anos. Já os autores eram recém contratados.

Evandro era esposo de Marilda Monteiro de Souza, 51, oitava vítima fatal da covid-19 em Campo Grande, que faleceu em junho do ano passado. O casal deixou três filhos órfãos, sendo dois jovens e uma criança de aproximadamente 10 anos. O Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil foram acionados.