Com um tiro no peito, Gisele da Silva Andarilha foi assassinada pelo próprio marido, na tarde desta quinta-feira, dia 13 de maio, em Porto Murtinho, cidade localizada na região de fronteira com o Paraguai. Segundo informações, após matar a esposa, o autor ainda atirou na própria cabeça, mas foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e aguarda transferência para um hospital de Campo Grande.

Funcionários de uma fazenda, que fica a 20 quilômetros do perímetro urbano de Porto Murtinho, acionaram a polícia. Contudo, Gisele já estava morta, caída na sala onde eles residiam junto aos quatro filhos – três do casal e um do casamento anterior de Gisele.

O autor foi encaminhado ao hospital municipal de Porto Murtinho. Ele deve ser transferido para a Capital nas próximas horas, e não corre risco de morrer. Já o corpo de Gisele continua na sala da residência, uma vez que a polícia aguarda a chegada da perícia de Jardim, a cerca de 200 quilômetros da fazenda.