Após a representação feita, a Delegacia de Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul cumpriu o mandado de prisão preventiva contra um homem que tentou subornar uma servidora do Poder Judiciário com “presentes” avaliados em mais de R$1.000,00 (um mil reais).

Segundo o Boletim de Ocorrência, o homem que possui sete ações judiciais em seu desfavor – por violência doméstica, porte de arma de fogo, contrabando e descaminho – foi à residência da servidora e quis entregar para ela um perfume comercializado por R$600,00 (seiscentos) reais e um condicionador e shampoo de mais de R$400,00 (quatrocentos reais).

Diante de sua recusa, o preso insistiu dizendo que ninguém estava vendo, deixou os objetos e saiu rapidamente da residência.

Após tomar conhecimento do fato, o Delegado de Polícia representou pela prisão, a qual foi deferida judicialmente e cumprida neste sábado.

O suspeito foi indiciado por corrupção ativa e poderá pegar um pena de até 12 anos em regime fechado.