A Polícia Civil, através da Delegacia da Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul, realizou a prisão em flagrante, nesta sexta-feira (30), de um homem, de 22 anos, suspeito de realizar subtração de um caminhão e o transportar ao Paraguai.

A equipe da Polícia Civil tomou conhecimento que, durante a madrugada, uma família foi mantida refém sob emprego de arma de fogo enquanto o seu caminhão, objeto de trabalho, era transportado ao Paraguai.

Segundo as vítimas, a família composta por três adultos e uma criança foi surpreendida por três homens, os quais anunciaram o assalto e determinaram a entrega das chaves do veículo.
Outrossim, um dos homens saiu levando o caminhão enquanto os demais mantiveram as vítimas em cárcere, determinando que não fizessem barulho ou tentassem reagir. Os autores ainda vasculharam o imóvel em busca de objetos de valores, armas e consumiram as bebidas alcoólicas da geladeira.

Após o caminhão transpor o limite do Brasil, os assaltantes colocaram as vítimas em seu próprio veículo e levaram-nos até a área rural do município, deixando-os amarrados e saíram com o automóvel, o qual foi abandonado próximo ao terminal rodoviário.

Diante destas informações, a equipe policial iniciou as diligências e conseguiu efetivar a prisão do autor responsável por cuidar a rotina da família e praticar o crime. Durante interrogatório, ele confessou a prática criminosa, corroborando que o caminhão foi levado ao país limítrofe, razão pela qual foi informada a policia paraguaia sobre os fatos.

O suspeito foi indiciado pelo crime de roubo majorado pelo emprego de arma de fogo, concurso de pessoas, restrição a liberdade da vítima e subtração de veículo transportado ao exterior, podendo pegar uma pena de até 15 anos de prisão.