O Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul), informou, nesta segunda-feira (19), que autuou um banco do Estado em quase R$ 60 mil por excesso de ligações de telemarketing, mesmo após recusa de moradores em empréstimos consignados.

A Uferms (Unidades Fiscais Estaduais de Referência de MS) recebeu cerca de 1.540 multas do banco por irregularidades. A principal infração cometida era que moradores continuam recebendo ligações indesejadas da unidade.

Foram sete notificações feitas entre os dias 6 e 7 de abril, em multa de R$ 59.752,00. A fiscalização havia dado prazo de dez dias para recurso, o que não ocorreu, e a unidade terá que pagar o valor.

“As notificações em questão deixam claro que o descumprimento das determinações poderá levar à adoção de administrativas como é o caso de inscrição da empresa em dívida ativa e consequente execução judicial, o que poderá gerar várias consequências à instituição infratora”, informou o Proncon.